A lamber a cria

Lanço um novo livro antigo: O livro dos Cachorros (Editora Patuá).

Antigo porque remonta a 2011, quando foi selecionado no Plano de Edição do Instituto Estadual do Livro (IEL) do Rio Grande do Sul. Na mesma época, a Grua me fez uma proposta. Também de publicação, de O amor é um lugar estranho. Aceitei e estranho mesmo, todos me disseram, ficava eu lançar dois ao mesmo tempo. Daí que, coração doendo, desisti do IEL.

Então O amor é um lugar estranho acabou sendo a minha estreia. Hoje, coração ansiando, já tenho outras engatilhadas. Só que antes precisava soltar os cachorros. E agora eis que.

Mas O livro dos Cachorros também é novo. Porque reescrevi, troquei, mexi. É quase outro, mas ainda dos cachorros.

Que, aliás, não são protagonistas nem narradores. Estão sempre presentes: no espírito, na nomenclatura, nas mínimas – mas reveladoras, acho eu – aparições.

Que, aliás, amadureceram. Foram adestrados em três seções: "Orelha em pé", "Cio" e "Dentes à mostra". Alguns Filhotes  os minicontos  escaparam ao adestramento e ficam passeando pela obra.

Já falei demais. Melhor do que ler sobre a obra, é ler a própria. Pode-se começar pelo site:


Nenhum comentário:

Postar um comentário