O discurso de agradecimento do deputado Eduardo Dunha

Sras. e Srs. em primeiro lugar agradeço a Deus a possibilidade de estar aqui no alto cargo de comandante da Presidência da Câmara dos Deputados. Também queria cumprimentar cada um dos senhores e lhes agradecer por terem me dado esse voto de confiança.

Ao invés de saírem à rua para pedir a minha cassação, vocês marcharam e dançaram e gritaram e injuriaram a presidente e bateram panela para o golpe contra a Democracia... Desculpe, foi um falho. Sigo: em vez de se voltarem contra mim, eu que sou réu no Supremo Tribunal Federal por acusações de corrupção e lavagem de dinheiro, vocês, faz já algum tempo, batem panela pelo impeachment de uma presidente cuja falha, a rigor, até agora, pelo menos, é a incompetência.

Meus amigos, posso considerá-los como amigos, tenho certeza, da mesma maneira como estou seguro de nosso pacto. Nós debatemos cada plataforma, cada conteúdo, em busca de um único objetivo, sem bravata, sem querer reinventar a roda, a única coisa é acelerar o golpe em marcha... Desculpem, foi mais um ato falho. Sigo: acelerar o impeachment desse governo com a ilusão de pretensões sociais.

Meus cordeiros, nós vivemos uma campanha muito dura, uma campanha na qual fui agredido. Quem ousa enfrentar o PT se torna vítima de toda sorte de ataque. Mas Deus mostrou o caminho correto e a verdade prevaleceu. 

A verdade é que esse governo era um incômodo político para o conservadorismo dominante, um mau exemplo, uma ameaça inadmissível para a fortaleza do poder real. E nós somos o poder real. E vocês, se comportando como vocês se comportaram, vocês foram sustentação do poder real. 

A verdade, como vocês já sabem, é que eu sou honesto. Sou sério. Eu, Eduardo Dunha, moralizo.

A verdade é que o PT inventou a corrupção. Não havia corrupção antes do PT. O PT estruturou a corrupção. Nenhum governo antes do PT usou da artimanha de pedaladas fiscais.

Quero, mais uma vez, agradecer a todos vocês que apoiam o golpe institucional, mesmo sem forte fundamento jurídico... Desculpem, desculpem, outro ato falho, eu sei. O que quero dizer é que juntos vamos alavancar um pacto das elites, com o apoio da grande mídia, para realizar um mega ajuste fiscal e uma ataque às políticas sociais. 

Então durmam feliz com sua consciência. Tenham orgulho de ser quem vocês são. Eu tenho orgulho de ser quem eu sou. E vocês têm responsabilidade por quem eu sou. E, se por um acaso acordarem no meio da noite, podem ser minhas mãos larápias... Ops, outra vez. Se vocês acordarem à noite, pode ser por causa de minhas mãos honestas que lhes fazem um afago de gratidão. E de manhã  para todo o sempre  ao se olharem no espelho, percebam que eu estarei ali, ao seu lado, eu e meu riso cínico, não, eu e meu riso tímido, é isso. Para que vocês não se enganem. Para que se lembrem que esse processo golpista – merda –, esse processo de impeachment, de alguma forma, nos igualou. 

Muito obrigado a todos vocês!


Nenhum comentário:

Postar um comentário